Roteiro 2050
Neutralidade Carbónica

Roteiro da Indústria Europeia de Cimento

Cimentando o Futuro da Europa: Construindo o Pacto Ecológico | 13 Out 2020

Webinar “Cementing Europe’s Future: Building the Green Deal” organizado pela CEMBUREAU – Associação Europeia de Cimento, a realizar a 13 de Outubro de 2020, das 9h00 às 12h30. Inscrições aqui.

O evento irá focar o Roteiro para a Neutralidade Carbónica em 2050 da indústria cimenteira europeia, e demonstrará como o cimento e o betão, em conjunto com a indústria da construção, ajudarão a construir o Pacto Ecológico Europeu.

Será uma oportunidade para ouvir as principais partes interessadas, entre legisladores nacionais e europeus, executivos seniores de empresas de cimento, bem como uma ampla gama de intervenientes na indústria, ONGs e académicos.

 

09h30: Sessão 1 – O Caminho para 2050: Descarbonização da nossa Indústria.

A primeira sessão incidirá sobre o contributo da indústria do cimento para a redução das emissões de CO2 no fabrico de clínquer e cimento, os dois primeiros “C’s” da estratégia de descarbonização.

Abordará os esforços de descarbonização do sector cimenteiro em termos de inovação e implementação de tecnologias de baixo teor de carbono e o desenvolvimento de enquadramentos adequados para os  investimentos em causa.

Incluirá questões políticas fundamentais, tais como: acesso a combustíveis alternativos e energias renováveis, desenvolvimento de instrumentos de financiamento público e privado para tecnologias de ponta e enquadramento regulador estável de longo prazo que apoie a transformação industrial.

 

11h00: Sessão 2 – Um Ambiente Construído Sustentável – Um Pacto Ecológico para a Construção.

A segunda sessão irá focar o mercado a jusante do cimento, isto é, os outros três “Cs”: betão (concrete) – construção – carbonatação. Serão discutidas iniciativas políticas que criem um ambiente construído sustentável na Europa, bem como a contribuito da indústria de cimento e betão para a concretização deste objectivo.

Será analisada a futura legislação no âmbito do Pacto Ecológico, com ligação específica a iniciativas políticas existentes e previstas, como o Plano de Ação para a Economia Circular, a iniciativa “Building Level(s)”, a implementação da Directiva relativa ao Desempenho Energético dos Edifícios, o Regulamento dos Produtos de Construção e a próxima “Renovation Wave for Europe”.

Atingir a neutralidade carbónica até 2050. Esta é a ambição da Indústria Europeia do Cimento.

A Associação Europeia de Cimento (CEMBUREAU) publicou o seu novo Roteiro que estabelece uma visão para a neutralidade carbónica ao longo da cadeia de valor do cimento e do betão até 2050.

Cimentar o Pacto Ecológico Europeu: Roteiro para 2050.

A Indústria de Cimento Europeia promoveu através da Cembureau, um webinar no dia 4 de Junho de 2020, para apresentar o Roteiro para a Neutralidade Carbónica do sector.

 

 
Para se atingir a neutralidade carbónica até 2050, a Indústria Europeia do Cimento necessita que a União Europeia:

– Apoie o desenvolvimento de tecnologias de captura, uso e armazenamento de carbono (CCUS);

– Atue sobre a economia circular;

– Incentive o mercado de cimentos com baixo teor de carbono;

– Estabeleça, ao nível do carbono, condições equitativas e de segurança regulatória bem como uma agenda industrial compatível.

CCUS – Captura, uso e armazenamento de carbono

A tecnologia CCUS representará cerca de 40% da redução de emissões de CO2 no setor. A UE deve fomentar com urgência o desenvolvimento de uma rede pan-europeia de transporte e armazenamento de CO2, garantindo um financiamento contínuo de projectos demonstradores e apoiando o negócio da tecnologia através de incentivos públicos.

Substituição de combustíveis fósseis

A substituição de combustíveis fósseis por resíduos não recicláveis e de biomassa e o uso de matérias-primas alternativas permitirá uma redução adicional de 15% nas emissões da indústria. Neste sentido, deverão ser adotadas políticas que apoiem a economia circular , facilitando a transferência de resíduos entre países da EU e desencorajando os aterros e as exportações de resíduos para fora da UE.

Cimentos com baixo teor de carbono

A introdução de cimento com baixo teor de carbono no mercado trará uma redução adicional de 13% nas emissões. As políticas devem ter como objectivo a redução da pegada de CO2 do edificado europeu, basear-se numa abordagem que contemple a análise do ciclo de vida e incentivar a aceitação no mercado de produtos com baixo teor de carbono.

Condições equitativas, da segurança regulatória e de uma agenda ambiciosa

Condições equitativas ao nível do carbono, a previsibilidade regulatória e uma agenda ambiciosa de transformação industrial são elementos essenciais para a concretização de investimentos necessários para se alcançar a neutralidade carbónica.

 
A Indústria de Cimento Europeia pretende estar alinhada com o cenário 2 do Acordo de Paris até 2030, reduzindo as emissões de CO2 em 30% no caso do cimento e 40% ao longo da cadeia de valor.
 
O Roteiro da Indústria Europeia de Cimento analisa a forma como as emissões de CO2 podem ser reduzidas ao longo da cadeia de valor – clínquer, cimento, betão, construção e recarbonatação – para se atingir a neutralidade carbónica até 2050.
 
O Roteiro para a Neutralidade Carbónica da Indústria Cimenteira prevê várias formas para reduzir significativamente as emissões de CO2 na produção de clínquer.
Fonte: Cembureau
 
As emissões no processo de fabrico de cimento podem diminuir utilizando-se menos clínquer.
Fonte: Cembureau
 
O design aperfeiçoado, a digitalização e o transporte neutro em carbono ajudarão a reduzir as emissões de CO2 do betão.
Fonte: Cembureau
 
Pela sua versatibilidade, acessibilidade, durabilidade e inércia térmica, o betão é o material de eleição para um ambiente construído sustentável.
Fonte: Cembureau
 
As cidades podem atuar como sumidouros de carbono, através de um processo denominado re-carbonatação, pelo qual o betão re-absorve parte do CO2 que foi libertado durante a produção de clínquer. 
Fonte: Cembureau
 
Para ajudar a reduzir as emissões, a acção política da UE será essencial:
✅ Acesso a resíduos não recicláveis e resíduos de biomassa
✅ Infra-estruturas para transportar, reutilizar e armazenar CO2.
Fonte: Cembureau
 
Para ajudar a reduzir as emissões, a acção política da UE será essencial:
✅ Incentivar a aceitação de cimentos de baixo carbono pelo mercado
✅ Energia renovável mais acessível
Fonte: Cembureau
 
Para ajudar a reduzir as emissões, a acção política da UE será essencial:
✅ Adoptar uma abordagem de ciclo de vida
✅ Apoiar competências e formação para os colaboradores
Fonte: Cembureau