CIMENTO, BETÃO E CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL

Contributo do Material
para a Construção Sustentável

A eco eficiência do cimento e do betão

“O cimento e o betão são, até à data, os materiais de excelência que permitem satisfazer as necessidades actuais do mundo moderno. Possibilitam a edificação e a construção de infra-estruturas energeticamente eficientes com uma vida útil que pode ultrapassar os 100 anos. Permitem ainda construir com uma pegada ambiental reduzida, apresentando emissões de CO2 por kg de material e consumos de energia inferiores quando comparados com outros materiais utilizados na construção como o aço ou a madeira1. O betão, para além de ser 100% reciclável, apresenta grande durabilidade, o que o coloca numa posição ímpar em termos de gestão de resíduos ao “evitar” ou “adiar” novos resíduos.

No que às emissões diz respeito, o período de utilização de um edifício tem especial importância. Considerando o seu ciclo de vida (incluindo a produção do material e respectiva construção), a fase da sua utilização pode ser responsável por 80% das emissões de CO2 (aquecimento, arrefecimento e iluminação, etc). Neste âmbito, o betão contribui de forma positiva e significativa graças à durabilidade e inércia térmica que o caracterizam, permitindo reduzir o consumo energético e as emissões de CO2 do edificado. O betão possibilita actualmente reduzir até 60% das emissões de CO2 e dos consumos energéticos durante o ciclo de vida do edificado comparativamente com o que ocorria há 20 anos. O fenómeno da inércia térmica do betão, quando conjugado com o design inteligente de edifícios, tem um potencial elevado de redução da factura energética, sendo possível desenvolver estruturas em betão que reduzem um consumo energético médio de 200-150kWh/m2 para 50kWh/m2, ou mesmo edifícios com emissões zero2

A indústria responsável pela produção do cimento e do betão, que é uma indústria global, de origem local e com um efeito multiplicador na economia muito significativo, é também a indústria sustentável que identificou e tem vindo a implementar estratégias para reduzir o impacto da sua produção no ambiente. Nestas estratégias, validadas pela International Energy Agency (IEA) para o Cement Sustainability Initiative (CSI), destacam-se as seguintes: (i) melhorar a eficiência energética; (ii) utilizar combustíveis alternativos e; (iii) reduzir a incorporação de clinquer no cimento e substituir matérias primas. Hoje em dia, o processo de produção de cimento é considerado eficiente, fruto do forte investimento em tecnologia, tendo a indústria vindo a reduzir significativamente os níveis de emissões de CO2 e dos consumos eléctrico e térmico. Em termos de emissões e consumos energéticos específicos, Portugal tem revelado um desempenho superior ao da média Europeia. Este mesmo processo permite ainda o tratamento ou valorização de resíduos como matérias primas secundárias ou combustíveis alternativos em quase todas as secções de produção, indo ao encontro das preocupações ambientais.”

Luís Fernandes
Presidente da ATIC – Associação Técnica da Indústria de Cimento
in Público – Imobiliário – 27.01.2016

  1. Hammond G.P. and Jones C.I, ICE version 1.6ª, 2008 Proc Instn Civil
  2. Energy Efficiency in Buildings, April 2009, WBCSD; Qualité environnementale des bâtiments, BBC, October 2009, Infociments

Construir o Futuro com Cimento e Betão- Adaptação às Alterações Climáticas através da Construção Sustentável

O agravamento previsto de eventos climáticos extremos – como o aumento do nível da água do mar e desastres naturais,  em resultado de alterações climáticas – exige a construção de novos edifícios e infra-estruturas seguros. O betão tem um papel fundamental a desempenhar para ajudar a sociedade a enfrentar os impactos das alterações climáticas.

Glossário

Construção Sustentável

O Glossário “Let’s Speak Sustainable Construction” é um projeto conjunto entre o “Architects Council of Europe” (ACE) e “European Concrete Platform” (ECP) com o objetivo de produzir um conjunto de ferramentas denominado Linguagem Comum para a Construção Sustentável. O objetivo é garantir um entendimento partilhado da terminologia utilizada no âmbito da construção sustentável. Pretende-se que a versão final seja utilizada pelo sector da construção, pelos decisores políticos a nível nacional e europeu e para fins de comunicação, educação e formação nos sectores directamente envolvidos. O Comité Económico e Social Europeu participou activamente no projecto, traduzindo o glossário para todas as línguas oficiais da EU.

Benefícios Sustentáveis de Estruturas em Betão

Os edifícios representam cerca de 40% do consumo de energia na União Europeia.

A tomada de consciência sobre o papel do ambiente construído, mantendo o equilíbrio sensível entre o homem e a natureza, colocou a sustentabilidade no centro da construção e do design modernos. Uma abordagem sustentável da construção traz benefícios ambientais, sociais e económicos duradouros para a sociedade.

O betão tem propriedades valiosas que podem contribuir significativamente para os três pilares da construção sustentável e para o benefício das pessoas e da sociedade.